Estrela InativoEstrela InativoEstrela InativoEstrela InativoEstrela Inativo
 

O aeroporto atende 6,000 turistas no primeiro dia da reabertura da fronteira (https://www.informacion.es/alicante/2021/06/07/aeropuerto-atiende-6-000-turistas-52723421.html)

Todos os passageiros estrangeiros, exceto aqueles que chegam do Brasil, África do Sul ou Índia, podem entrar na Espanha provando que estão vacinados ou com PCR negativo - Saúde já emite - presencial ou online - o certificado que agiliza a viagem

Cerca de doze mil viajantes passaram pelo terminal do aeroporto ontem, um bom número já que também era uma segunda-feira. | HÉCTOR FUENTES

Cerca de doze mil viajantes passaram pelo terminal do aeroporto ontem, um bom número já que também era uma segunda-feira. | HÉCTOR FUENTES

Seis mil turistas chegar de avião ao Costa Blanca no primeiro dia de abertura total da Espanha para viajantes de todo o mundo. O Aeroporto Alicante-Elche -123 voos programados nesta segunda-feira, permite a entrada sem restrições especiais aos passageiros que comprovem possuir os certificado cobiçado verde . Ou seja, sem ter que esperar por filas ou parar na frente de um oficial porque foi montado um corredor especial no qual existem dispositivos que detectam diretamente o código QR onde a informação aparece. Viajantes deve ser vacinado (orientação dupla ou com a Janssen), passaram no COVID e provar 180 dias atrás, carregue um PCR negativo,ou um teste de antígeno emitido 48 horas antes viajando. A fronteira está aberta a viajantes que comprovadamente estejam vacinados contra covid de terceiros países da União Europeia e países associados a Schengen, exceto Índia - não estão proibidos de entrar, mas são obrigados a manter quarentena de dez dias - Brasil e África do Sul . Com uma quarentena obrigatória de 10 dias, apenas a Índia está disponível no momento, mas também há uma limitação para viagens do Brasil ou da África do Sul.

Tal reflecte-se num despacho publicado no Diário Oficial do Estado, que entrou em vigor ontem, e através do qual são alterados os critérios de aplicação da restrição temporária de viagens não essenciais de países terceiros à UE e aos países associados de Schengen. As vacinas aceitas até o momento pela EMA ou OMS são Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen, Sinopharm / Sinovac-Coronavac, a vacina chinesa.

Ontem por volta 12,000 passageiros passou pelo terminal do aeroporto provincial nos 123 voos programados pela Aena. Destes 24 estavam com o United Kingdom , cujas companhias aéreas continuam a operar com a província apesar do fato de a Espanha ainda estar em "âmbar", o que exige que os passageiros da Espanha mantenham uma quarentena de 10 dias em casa e provem que estão livres de cobiça com dois PCR. O aeroporto teve conexões na segunda-feira com Londres, Eindhoven, Liverpool, Bruxelas, Moscou, Amsterdã, Bordéus, Milão, Dublin, Tolousse, Zurique, Rotterdam, Oslo, Teeside, Manchester, East Midlands, Bournemouth e Bristol, além dos habituais destinos nacionais , onde não é necessário provar nada.

O Ministério da Saúde emite desde ontem - via telemática ou presencial - o certificado verde digital em seus três modelos. O certificado é uma proposta da UE para facilitar com segurança a livre circulação de cidadãos na UE durante a pandemia. Pretende-se que funcione como "via rápida" ou circuito rápido, a fim de agilizar os procedimentos de entrada e saída entre os países da União. Os países podem agora começar a emiti-lo e usá-lo, e ele estará disponível em todos os Estados-Membros da UE a partir de Julho 1, 2021.

certificados são emitidos gratuitamente em versão eletrónica ou em papel, a pedido do cidadão com o seu cartão SIP. Pode ser solicitado no portal do coronavírus (http://coronavirus.san.gva.es/es/certificado-digital-ue), no aplicativo GVA + Health ou no portal do paciente. Todos cumprem os critérios de segurança exigidos pela Agência Espanhola de Proteção de Dados. Além disso, a possibilidade de obtenção de atestado presencial é contemplada mediante solicitação de consulta no centro de saúde.

Existem três tipos de certificado em que a acreditação QR é recolhida digitalmente e que conterá as informações essenciais e a assinatura digital que lhe dá validade. O primeiro credencia que a pessoa recebeu uma ou duas doses de uma das vacinas contra cobiçoso. A validade deste certificado é de 365 dias após a data de vacinação. Um segundo confirma que a pessoa se recuperou da doença após confirmação da presença do vírus por PCR positivo até 180 dias depois. E uma terceira em que a pessoa apresenta resultado negativo em teste diagnóstico, que pode ser PCR (72 horas) ou teste de antígeno (48 horas).

fixar-se

Mapa de Propriedades

  • Informação básica
  • (€) 0
    (€) 1,000,000
  • Morada
  •  
  • Detalhes
  • -
    -
  • Outros
  •   Destaques
  • Encomenda
  •   Busca Avançada